Infertilidade masculina

Estima-se que a infertilidade afete entre 8% e 12% dos casais em idade reprodutiva em todo o mundo. A abordagem de infertilidade deve ser sempre realizada em ambos os parceiros, iniciando por anamnese e exame físico detalhados.


Em geral, um terço dos casos de infertilidade conjugal é causado por fatores masculinos, um terço por fatores femininos e mais um terço por conjunção de fatores femininos e masculinos ou, ainda, por causas desconhecidas.

A acupuntura também pode ajudar na infertilidade masculina como tratamento complementar.


Os mecanismos de ação da acupuntura na infertilidade masculina são:

Alguns estudos sugerem que a acupuntura pode aumentar a motilidade dos espermatozóides (Diertele 2009), aumentar o número (Siterman 2001 e 2009), melhorar a qualidade morfológica (Gurfinkel 2003 e Pei 2005) e ter um efeito benéfico na disfunção erétil (Engelhardt 2003). Portanto, a acupuntura e a MTC podem ser utilizados para tentar melhorar todos os parâmetros do espermograma.

E como ela age?


A acupuntura pode ajudar da seguinte maneira:


  • Diminuição da temperatura da bolsa escrotal (Siterman 2009);

  • Aumento da microcirculação testicular por aumento do diâmetro e da velocidade do fluxo de sangue das arteríolas periféricas (Komori 2009);

  • Redução da inflamação local por liberar fatores imunomodulatórios e vasculares (Zijlstra 2003);

  • Aumento da maturação espermática no epidídimo, aumento da testosterona e ação anti oxidante no líquido seminal (Crimmel 2001).

Portanto, estudos mostram que podemos associar a acupuntura e a MTC ao tratamento convencional da infertilidade no homem.


Acreditava-se que o espermograma era o teste considerado padrão-ouro para avaliar a capacidade fértil do homem, entretanto, pesquisas mostram que mais de 80% dos inférteis possuem concentrações espermáticas que excedem os valores de normalidade da OMS. Dessa forma, é necessário enfatizar que a análise seminal não é um teste de fertilidade: a avaliação de fertilidade é um fenôme no complexo e multifatorial que envolve a avaliação do casal.


A integridade do DNA é importante para o desenvolvimento normal do embrião, e a integridade do DNA do espermatozoide é mantida em parte pela compactação da cromatina no núcleo. A fragmentação do DNA encontra-se intimamente relaciona da com a diminuição da fertilidade, afetando a qualidade e a função dos espermatozoides. Então além do espermograma, outro exame chamado teste de fragmentação espermática tem sido muito utilizado na avaliação da fertilidade masculina.


O estresse oxidativo, resultante do aumento da produção de espécies reativas de oxigênio ou reservas baixas de antioxidantes, é responsável pela maior parte da fragmentação do DNA.


Daí os cuidados com o estilo de vida, como não fumar, não ingerir bebidas alcoólicas, evitar o excesso de cafeína, somados a uma alimentação balanceada e rica em alimentos com ação antioxidante são essenciais para a redução desse estresse oxidativo.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo